CONTEÚDO

QUEM FAZ: ELE ENSINA OS JOVENS A FAZEREM BONS NEGÓCIOS


O seu primeiro negócio foi realizado aos 8 anos. Sendo o décimo quarto filho de um bem-sucedido moageiro, em Frederico Westphalen, ele ganhou do pai uma bola de futebol. A ascendência italiana não permitia presentes sem a contrapartida. O pai dava tarefas aos filhos. A dele era encher cem sacos de 5 quilos de farinha que seriam vendidos. Com a bola e a tarefa fez seu primeiro negócio: convidou amigos para uma pelada, mas precisava que o ajudassem a encher os sacos de farinha. Decorridos 45 anos, Carlos Alfredo Panosso, graduado em Administração de Empresas, com pós-graduações e mestrado, oportuniza aos jovens cursarem uma faculdade no Centro da Capital, na Galeria Luza. Lá inaugurou, em janeiro, a Faccentro, faculdade, onde, além de conquistar o título de bacharel em Administração, os alunos aprenderão a "fazer negócios".Correio do Povo: Por que não seguiu os passos do pai, no moinho de trigo?Carlos Alfredo Panosso: Fui o penúltimo dos 15 filhos e, quando nasci, as vagas no moinho já estavam ocupadas.

SAIBA +